Como funciona o planejamento estratégico em 2021?

Como funciona o planejamento estratégico? O planejamento estratégico é o método pelo qual uma organização desenvolve metas para direcionamento futuro e estabelece padrões de desempenho, que servem como uma referência objetiva para avaliar o progresso. Esses padrões podem estar relacionados aos recursos disponíveis para a empresa, seus processos internos e externos, o ambiente em que opera, seu pessoal e suas competências, e assim por diante. Em suma, o planejamento estratégico ajuda a construir a base para uma organização sustentável, antecipando e prevendo os vários riscos e oportunidades que uma empresa pode enfrentar.

O princípio-chave subjacente ao planejamento estratégico é que a situação atual ou estado de coisas fornece uma imagem clara das metas estratégicas que uma organização deve cumprir no futuro. Essas informações permitem que o planejador formule um plano para atingir essas metas e estabeleça a estrutura dentro da qual esse plano deve ser implementado. Como, então, se faz tal plano? Como fazer um processo de planejamento estratégico realista e bem-sucedido? Como usar as informações disponíveis para chegar a um plano estratégico que terá um impacto significativo nas operações futuras?

Um dos conceitos fundamentais do planejamento estratégico é que o conhecimento é o melhor aliado que qualquer gestor pode ter à sua disposição.

Ou seja, um gerente deve sempre ser capaz de pensar no futuro. Para fazer isso, é necessário ter habilidades de resolução de problemas bem desenvolvidas, bem como a capacidade de dados Marshall, e apresentar esses dados de uma forma que faça sentido para os gerentes e tomadores de decisão. Portanto, habilidades eficazes de resolução de problemas e a capacidade de organizar dados relevantes são indispensáveis ​​se você pretende aproveitar ao máximo os recursos limitados disponíveis.

A solução de problemas e a coleta de dados não são os únicos elementos da solução de problemas que o planejamento estratégico exige; além disso, também requer a construção de teoria e análise. Na verdade, a construção de teorias e a análise estão no cerne da maioria das atividades eficazes de resolução de problemas. É por isso que muitas organizações públicas hoje dependem fortemente de consultores – particularmente aqueles que se especializam em técnicas de solução de problemas e que estão dispostos a investir tempo e esforço para desenvolver planos estratégicos baseados em teoria sólida. Um excelente exemplo disso é a Associação para Desenvolvimento de Negócios e Liderança (Prêmio). Uma breve história da ABA está disponível online.

Outro elemento do planejamento estratégico é a criação de eventos.

Em essência, projetar eventos é o mesmo que criar “tanques de reflexão” e sessões de solução de problemas. Todas essas são maneiras pelas quais você pode solicitar ideias dos tomadores de decisão – e essas ideias, uma vez peneiradas, podem fornecer uma fonte rica de perspectivas alternativas que você pode considerar ao formular soluções para problemas complexos. Este é um aspecto essencial da criação de eventos.

Um terceiro aspecto desse processo é projetar protótipos. Teoricamente, o planejamento estratégico pode ser executado com aplicativos de software “faça você mesmo” (DIY), mas, na prática, a maioria de nós tende a contratar consultores. Esses consultores normalmente têm experiência em negócios ou gestão e, portanto, são bem versados ​​com os requisitos de contrato de design e espaço de conceito. No entanto, também se pode contratar os serviços de um fornecedor quando se trata de projetar protótipos. Os fornecedores geralmente se concentram nos aspectos de resolução de problemas de um projeto, em oposição aos aspectos de conceituação e planejamento. Eles normalmente não possuem experiência em desenvolvimento de software, mas podem trazer uma experiência inestimável para a mesa, trabalhando com grandes corporações e instituições.

Depois de desenvolver uma lista de possíveis projetos de planejamento estratégico, como isso funciona?

Resumindo, ao se envolver em uma série de “estudos de caso de design” durante a fase de execução, você pode ajustar sua visão e criar protótipos para atender às suas necessidades. Um processo de cenário típico seria assim: Depois que sua equipe conclui uma pasta de problemas específica, eles implementam uma estratégia de design. Em seguida, eles voltarão e farão a mesma coisa novamente, refinando a solução até que esteja pronta para uma solução de manufatura em grande escala. A chave está na fase de planejamento!

Portanto, aqui temos três componentes principais para o processo de planejamento estratégico: casos de design, protótipos e consultoria. O objetivo de cada componente é conduzir sua abordagem para o sucesso na construção de projetos de planejamento estratégico. Fazendo isso, você será capaz de obter sucesso na fase de implementação, onde seus projetos de design e protótipos fornecerão resultados reais. Esperamos que isso ajude você a entender melhor a teorização do propósito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *