Corporações e investimentos imobiliários – Compreendendo os impostos de renda de corporações e imóveis

Os homens de negócios costumam falar de lucro presumido, vendas presumidas e impostos implícitos, como se entendessem a diferença entre eles e o que realmente são. Mas os negócios são um campo complexo com muitas sutilezas. Quando se trata de calcular impostos, é necessário usar todos os métodos em seu contexto adequado. Para complicar ainda mais as coisas, existem diferentes métodos para calcular lucros e perdas, impostos de renda e impostos corporativos, entre outras coisas. Embora cada método possa ser adequado para um determinado setor, nenhum deles pode ser usado de forma consistente em todos os negócios.

Existem três maneiras de calcular o imposto de renda de pessoa física ou jurídica. Os dois primeiros são muito simples de entender e se adaptar à sua situação. O primeiro método para calcular seu imposto é calcular sua receita bruta. Isso inclui suas vendas brutas e suas despesas, menos quaisquer presentes que você recebeu e qualquer lucro líquido da venda. Para calcular sua receita bruta, divida sua receita bruta por suas despesas.

A segunda maneira de calcular sua avaliação de imposto é o sistema presumido.

Nesse sistema, seu lucro bruto é calculado somando-se as despesas presumidas, menos o lucro presumido, ao lucro bruto. Isso pressupõe que tudo o que você ganha não será consumido por despesas comerciais, como aluguel, despesas gerais e remuneração de funcionários; portanto, você assume os lucros e os relata de acordo.

No entanto, essa suposição às vezes pode ser perigosa porque pode fazer com que você calcule incorretamente o imposto de renda. Os lucros supostos de fontes presumidas podem não ser suficientes para cobrir o valor geral do imposto. Além disso, você pode calcular o valor do imposto muito baixo com base em um número que pode não estar correto. É importante saber o cálculo padrão do imposto de renda empresarial para que você saiba o valor correto a ser calculado e saiba como usar o fator percentual ao calcular seu lucro tributável.

O terceiro método de cálculo do imposto de renda é determinar sua base tributável.

De acordo com o sistema real, sua base tributável é o valor que você realmente gasta ou ganha para comprar um ativo depreciado, incluindo seu automóvel, casa ou maquinário. Você pode usar o sistema real se tiver uma boa ideia do valor justo de mercado da propriedade depreciada. Por exemplo, se você estiver disposto a vender seu automóvel a um custo consideravelmente inferior ao seu valor real, você pode usar o método do valor justo de mercado para determinar sua base tributável.

Você também pode usar o método real para calcular seu lucro tributável. No sistema real, sua receita bruta presumida é obtida da venda de um ativo que é usado para deduzir de sua receita tributável. Você pode fazer isso subtraindo o custo real do ativo de seu preço de venda estimado. Seu custo depreciado será ajustado para o desgaste atual, bem como deduzirá as despesas que ocorreram com a venda do ativo. No método real, sua receita bruta é calculada pegando-se o lucro líquido após deduzir suas despesas e adicionando o preço de venda real à receita bruta presumida.

Ao calcular seu imposto de renda, você precisará escolher o melhor método disponível para você. Um dos fatores que você deve considerar é se você prefere trabalhar no sistema real ou no sistema presumido. Ambos os sistemas têm suas vantagens e desvantagens. Por exemplo, no sistema real, você será tributado com base em sua renda bruta real durante o ano. No sistema presumido, você só será tributado se o valor justo de mercado dos ativos depreciados vendidos exceder sua base tributável real.

Outra possível desvantagem do sistema presumido é se sua empresa for processada. No sistema atual, o produto da ação poderia ser tributado pelo PIS. De acordo com o PIS, os recursos não são tributáveis. A maioria dos investidores prefere evitar o risco de ser processado pelo PIS e, portanto, opta pelo sistema presumido. No entanto, ambos os sistemas têm seus prós e contras e é uma decisão pessoal que você deve tomar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *